Descobrir um novo lugar, diferente daquilo que estamos acostumados, é uma das coisas que instigam qualquer espírito aventureiro. Mas para isso não é preciso viajar muito longe, nem ir para o oriente. Com cerca de 8.500 km de costa, o Brasil tem diversas opções para uma atividade que é capaz de proporcionar uma nova perspectiva de mundo: o mergulho.  E não é restrito apenas ao litoral.

Um dos lugares mais interessantes do país para fazer mergulho fica no Mato Grosso do Sul, em Bonito. Em águas salgadas são muitas as opções de locais, desde o arquipélago Fernando de Noronha, no litoral de Pernambuco, até Ilha do Arvoredo, em Santa Catarina. De qualquer forma, doce ou salgado, em baixo da água a sensação é de estar em outro mundo e aqui vão algumas dicas de lugares para mergulhar de vez nessa aventura.

Com diversos pontos visibilidade de 50 m, Fernando de Noronha apresenta as melhores condições para mergulho do Brasil

Abrolhos – BA
O Parque Nacional de Abrolhos, criado em 1983, é um talvez o melhor lugar do Brasil para a prática do mergulho, depois de Fernando de Noronha. Distante 75 km da costa, o arquipélago é refúgio de 19 espécies de corais, algumas endêmicas da região, e 95 tipos de peixes. A temperatura fica entorno do 20º C e tem até 30 metros de visibilidade. Porém, nadadores inexperientes precisam ter cuidado para não agitar o fundo de areia, o que pode deixar a água turva. Além de naufrágios e corais, a presenças de baleias-jubarte, de julho a novembro, podem tornar o mergulho ainda mais incrível. Para chegar a Abrolhos é preciso pegar um barco na cidade de Caravelas, extremo Sul da Bahia.

Em Abrolhos, com sorte e na época certa, é possível observar algumas baleias-jubarte

Arraial do Cabo e Cabo Frio – RJ
Águas frias de grandes profundidades chegam à superfície nessa região da costa fluminense e derrubam a temperatura média da água para 15 º C.  Mas com uma roupa um pouco mais grossa de neoprene não há problemas para encontrar tartarugas, arraias, cavalos-marinhos e peixes que preferem águas mais frias.  A região também apresenta pontos de mergulho refugiados do vento ideais para iniciantes.

Águas de Arraial do Cabo e Ilha de Cabo Frio são frias

Angra dos Reis – RJ
A baia de Angra possui mais de 50 pontos de mergulho. É um lugar ideal para quem pretende começar a mergulhar. As águas da região abrigam garoupas, bodiões, estrelas-do- mar, caranguejos, entre outros animais. Há também alguns naufrágios para quem busca um mergulho mais técnico.

Fernando de Noronha – PE
Um dos melhores lugares para mergulho do mundo, o arquipélago tem 21 ilhas, temperatura da água por volta de 28º C e até 50 metros de visibilidade. É o paraíso do mergulho brasileiro. São 15 variedades de corais, 213 espécies de animais marinhos, entre elas cinco de tubarões, e os famosos golfinhos-roteadores. Os mais experientes podem explorar ainda embarcações naufragadas. A principal delas é a Corveta Ipiranga, a 64 metros de profundidade.

O mergulho dentro da Corveta Ipiranga é somente para profissionais qualificados a essa prática

Recife – PE
A capital pernambucana também é considerada a capital dos naufrágios. Ao todo, foram encontradas 32 embarcações que servem de recifes artificiais e morada para diversos peixes. A visibilidade da água fica entorno de 20 metros e com temperatura média de 28º C. Porém para explorar em navios é preciso ter os cursos de mergulho adequadas à essa prática.

Laje de Santos – SP
O rochedo, localizado a 44 km da cidade Santos, é famoso por ter o formato de uma grande baleia para quem olha da superfície. Mas para quem mergulha, o mais interessante são as grandes arraias-jamanta, que visitam o local no inverno. A visibilidade da água chega até 20 metros e é possível observar tartarugas, cações e garoupas.

As arraias-jamanta, também conhecidas como manta, podem chegar até 7 m de largura por 5m de comprimento

Guarapari – ES
O mar do município capixaba abriga a maior diversidade de peixes de recifes do Brasil, segundo a Sociedade Brasileira de Ictiologia. Entre os destaques da região está o navio Victory 8B, que foi afundado propositalmente para a criação de recifes artificiais. A visibilidade não é muito grande e varia entre 8m e 15 metros.

Serigado de Fora – RN
Serigado de Fora é dos principais pontos de mergulho de Natal, capital do Rio Grande do Norte. Com profundidade de até 22 metros, o local tem rochedos de arenitos que formam pequenas grutas e arcos. Além de flora e fauna marinha com corais, tartarugas e, com sorte, golfinhos.

Os golfinhos costumam ser curiosos e não raro chegam perto dos mergulhadores

Ilha do Arvoredo – SC

Mergulho em cavernas, como a do Abismo Anhumas em Bonito, exige muita técnica

A Ilha do Arvoredo é o limite Sul da Reserva Biológica Marinha do Arvoredo, localizada no litoral de Santa Catarina. A costa Sul da Ilha fica fora da reserva onde é permitido praticar o mergulho autônomo. A visibilidade da água varia entre 5 e 21 metros, baixa se comparada a outros locais, porém a variedade da vida marinha é bastante grande. Há tartarugas, garoupas, polvos, tainhas, arraias. Há também alguns naufrágios de barcos pequenos e canhões de antigas embarcações. Os principais pontos de partida para a Ilha do Arvoredo são as cidades de Bombinhas e Florianópolis.

Bonito – MS
Em Bonito, o destaque fica por conta do Abismo Anhumas. A aventura começa com um rapel de 72 metros até o interior da caverna e entrada do lago. Quem não quiser ficar apenas no snorkeling e explorar os salões submersos da caverna, precisa ter o curso de mergulho autônomo e apresentar a carteirinha de certificação. Colunas gigantes de calcário, formações curiosas e imensidões de água cristalina são algumas das atrações do mergulho com visibilidade de até 40 metros. É preciso também agendar a atividade com antecedência, pois são permitidos apenas quatro mergulhadores autônomos por dia.

Para quem busca algo menos radical, mergulhar nos rios da região pode ser uma experiência muito legal. É possível encontrar pacus, dourados e uma flora muito diferente daquela do mar.

About The Author

Um cara apaixonado que gosta de aventuras e de alturas. Escolheu jornalismo para poder perguntar sobre tudo, mesmo que nem sempre escute a resposta que quer. Mas antes de tudo, um aventureiro movido pela curiosidade, sempre à procura da próxima boa história para contar aos netinhos.

Related Posts

13 Responses

  1. Carlos Campaña

    Eu estou atualmente em Lanzarote Ilhas Canarias – e procurando algo interesante de trabalho, Sou Padi MSDT, EFER Instructor, com varias especialidades, incluindo naufrágio, profundo, nocturno. ar enriquecido, digital unterwater fotógrafo, etc.
    Falo Espanhol, Português e Alemão perfeito, Inglês e Francês de um bom nível.
    podem me contactar pelo meu FaceBook – Carlos Campaña.

    Responder
  2. Felipe Katsumata

    Mergulhei em Noronha, foi sensacional. Maragogi é muito legal tbm!

    Responder
  3. Paulo Duran

    mergulho em noronha é indiscritivel , a visibilidade incrivel e surpreendente, do nada surge um tubarão uma tartaruga , e muitos outras espécies

    Responder
  4. Diego Gb

    Aprendi a gostar de mergulho graças a Noronha… Sensacional! Pena que só farei nas férias agora, já que não tem nada perto de Goiânia…

    Responder
  5. IVAN

    O litoral do Rio Grande do Norte é cheio de pontos de mergulho com rica fauna marinha. O mais lindo, considerado um dos melhores do planeta, chama-se Risca do Zumbi.

    Responder

Leave a Reply

Your email address will not be published.