Passar uma noite no alto de uma árvore é um desejo de muitas crianças. A famosa casa na árvore. Verdade que muitos adultos também acham essa ideia bastante interessante, no entanto, achar madeira, pregar e construir a casinha dá um trabalho danado. Mas hoje existem locais, equipamentos e técnicas que permitem as pessoas terem a sensação de acampar longe do chão, às vezes bem longe do chão, sem muito trabalho e com um toque de aventura que nem toda criança iria encarar.

Waldseilgarten - Alemanha

Waldseilgarten – Alemanha

Um dos exemplos é o Waldseilgarten, um local na Alemanha que oferece uma possibilidade bastante inusitada: dormir em tendas que ficam literalmente penduradas em árvores. O sistema é semelhante ao utilizado por escaladores que precisam pernoitar em barracas fixadas apenas em um ponto na rocha. A diferença é que a ancoragem é feita nos galhos das árvores. Os hóspedes são ensinados a usar cordas de apoio para subir até a tenda em si, que na verdade não passa muito de uma plataforma de metal coberta com um tecido.

Exemplo de Portaledge

Acampando em Árvores - Waldseilgarten, Alemanha

Waldseilgarten – Alemanha

Nesse local também há outras opções de hospedagem mais radicais. Os turistas podem dormir em uma plataforma saliente, posicionado em um penhasco com mais de 1000 metros de altura. Para isso são usados os Portaledges, que são sistemas de segurança para fixação de barracas em rochas e penhascos. Essa é uma técnica há muito tempo utilizada por escaladores de todo o mundo e consiste em ancorar uma base (ou hastes) rígida de metal nas rochas por meio de proteções móveis ou fixas. Com essas estruturas se pode dormir tranquilamente, desde que se tenha coragem e conhecimento de algumas técnicas de escalada

Acampamento nas alturas

Acampamento nas alturas

Outra opção é o Dancing with Trees, nos Estado Unidos, Geórgia. Lá o acampamento é feito em redes também suspensas nas árvores. O turista também recebe um curso de técnicas básicas de escalada para poder subir e descer da sua “acomodação”, visto que as refeições são no solo. Mas, obviamente, para dormir, você terá que subir nas árvores e passar a noite suspenso a dezenas de metros do solo.

Dancing With Trees

Acampando no Dancing With Trees

Hertshoorn é um camping situado em Garderen, no interior da Holanda, que possui uma modalidade diferente de alojamento, suas habitações suspensas são em forma de casulo, podendo dormir até quatro pessoas dentro. A distância do chão nem é tão grande, mas é o suficiente para fazer a alegria da criançada.

Acampamdo em árvores Hertshoorn 1

Acampamdo em árvores Hertshoorn

Já a Tentsile é uma barraca desenvolvida por uma empresa inglesa especificamente para serem fixadas em árvores. A proposta é que possam ser armadas em qualquer lugar, tanto em meio à natureza como também em algum jardim para uma finalidade mais lúdica. As barracas, dependendo do modelo, podem comportar até oito pessoas, o que já é quase uma festa suspensa. Diversão garantida.

Ainda outra opção, menos emocionante, mas bastante prática para se dormir longe dos perigos do chão é utilizar redes para acampar, ao invés vez de barracas. Mas nos estados unidos uma empresa resolveu ir além e criar uma “barraca rede”, a Treez Tree Tets. A proposta é que o aventureiro possa carregar um equipamento relativamente pequeno e leve, mas com um pouco mais de espaço e conforto. Com esse tipo de equipamento não há necessidades de ficar procurando o chão mais plano, liso ou sem pedras e raízes, basta procurar algumas árvores para fixação. Ideal para acampamentos volantes.

Barraca-Treez

Barraca-Treez

Detalhe armação Barraca Treez

Detalhe da armação da Barraca Treez

Então já pensou em acampar em árvores? Para algumas destas opções que trouxemos é necessário um pouco de coragem, para outras é preciso ter um conhecimento mais específico, algumas são pura diversão. Mas todas elas têm em comum o fato de que você não pode acordar e esquecer que o chão está a mais de 10 palmos. É como dormir no chão, mas com a possibilidade de cair da cama.

About The Author

mm

Mineiro radicado na cidade sorriso que, para quem não conhece, é Curitiba. Com 29 anos de idade, é formado em Engenharia Elétrica pela UFPR. Amante de tudo que envolve a natureza. Seus hobbies são: Paraquedismo, Montanhismo, Corrida, Ciclismo, Escalada (atualmente somente indoor) e principalmente viagens.

Related Posts

12 Responses

  1. FuiAcampar

    Se você acha que dormir nas alturas é coisa de passarinho está muito enganado! Confere só essas várias opções para quem sempre quis acampar longe do chão.
    Artigo foi produzido em parceria com o pessoal do site MundoCrux.

    Responder
  2. Bettina D'ávila

    essa eh pra quem curte acampar! muito legal o site Erich Casagrande!

    Responder
  3. Luiz Antônio Bragança

    Puro gosto de aventura… vale de tudo pra se sentir mais perto da natureza. Difícil será convencer a Renata Jacinto a passar uma noite pendurada numa árvore, rsrsrs

    Responder

Leave a Reply

Your email address will not be published.