A continuação da minha viagem de férias foi no Parque Nacional do Caparaó (PARNA Caparaó). Lá, passei apenas quatro dias, mas consegui fazer as principais trilhas e também conhecer os três maiores picos da Região: Pico da Bandeira, Pico do Calçado e Pico do Cristal. Não descansei quase nada nesse tempo que estive lá, ou seja, foi do jeito que queria!

O Parque

O PARNA Caparaó está localizado entre os estados de Minas Gerais e Espirito Santo e possui uma extensão de 260 km². Nele, estão localizadas algumas das maiores montanhas do Brasil, tais como o Pico da Bandeira, Pico do Calçado e do Cristal. O parque possui um amplo acesso e várias facilidades ao turista que quer visitá-lo. Dentre elas, camping para mais de 300 pessoas, sanitários, cozinhas e até água quente (do lado capixaba do parque).

O parque é extraordinariamente lindo, as montanhas, as cachoeiras e a vista da serra são algumas das coisas que todas as pessoas deveriam ver. Simplesmente imperdível.

 

PARNA Caparaó Por do sol no Mirante do tronqueirão

PARNA Caparaó Por do sol no Mirante do tronqueirão

A viagem continua, e as subidas também!

Tinha acabado de sair do Parque Nacional do Itatiaia e já queria mais montanhas. O projeto MundoCrux e as dez maiores montanhas do Brasil tinha que continuar! Com mais de doze horas de estrada (Rio de Janeiro – Manhumirim – Alto Caparaó) consegui chegar na entrada do parque.

A viagem de Manhumirim a Alto Caparaó foi até divertida, fui conversando o tempo todo com o cobrador que era uma figura. Chegando no destino final, tomei um café da manhã estilo mineiro, com café com leite e um pão com queijo, queijo, queijo e mortadela. Engraçado de como é a percepção do que é queijo, para nós mineiros.. Ao final da viagem em Espera Feliz, pedi um pão com queijo e a moça do balcão me respondeu: “Não tem pão com queijo não, só pão com mussarela, serve?” ESPETACULAR!

 

PARNA Caparaó Subida até o Tronqueirão

PARNA Caparaó Subida até o Tronqueirão

Voltando à viagem, cheguei na portaria do parque às 9h15, fiz minha ficha e comecei a caminhada até o camping. O pequeno “detalhe” é que o Acampamento Tronqueirão (primeiro acampamento) está localizado a 6,5km de distância horizontal e a 1.000m de distância vertical, ou seja, uma inclinação de 16,7% (!). Fiz esse percurso em 2h40 e, como o tempo estava muito ruim, tratei de montar minha barraca para lá me abrigar pelo resto do dia.

PARNA Caparaó - Por do sol no Mirante

PARNA Caparaó – Por do sol no Mirante

Segundo dia, coisa de Atleta

Acordei cedo para aproveitar todo o dia. À minha frente um longo dia de caminhada me aguardava. O tempo estava muito bom, então fui correndo arrumar minhas coisas para sair logo. Segui em direção ao Pico da Bandeira, uma trilha de 6km muito bem sinalizada (muito bem mesmo). Somente o Pico da Bandeira e algumas montanhas ao redor estavam acima das nuvens. Uma visão muito linda. Ele é imponente e se sobrepões sobre todas as demais montanhas da serra. Fiquei lá um bom tempo admirando a paisagem e sofrendo com o vento gelado que penetrava em meu casaco “corta-vento”.

PARNA Caparaó Mirante do Tronqueirão

PARNA Caparaó Mirante do Tronqueirão

PARNA Caparaó Pico da Bandeira

PARNA Caparaó Pico da Bandeira

PARNA Caparaó Nuvens abaixo do pico

PARNA Caparaó Nuvens abaixo do pico

Como havia muito tempo disponível, fui em direção ao Morro do Calçado que fica a apenas 15 minutos dali. Somadas quase 4h de caminhada, resolvi voltar até onde estava acampado, no acampamento chamado Tronqueirão. Na volta, ainda deu tempo de conhecer o Vale Encantado – uma cachoeira com vários níveis – e a Cachoeira Bonita que, como o próprio nome diz, é muito bonita. Aproveitei e tomei o banho do dia (ou da semana). Dizem que água fria rejuvenesce, saí de lá com uns 20 anos a menos.

PARNA Caparaó Pico do Calçado e Cristal

PARNA Caparaó Pico do Calçado e Cristal

PARNA Caparaó - Cachoeira Bonita

PARNA Caparaó – Cachoeira Bonita

PARNA Caparaó - Vale encantado

PARNA Caparaó – Vale encantado

Com a promessa de uma longa caminhada para o dia seguinte, arrumei minhas coisas, coloquei tudo na mochila e retornei ao acampamento Terreirão. No caminho, todas as pessoas que passaram por mim falavam: “Moço, você está animado com essa mochila aí, heim?”. Acho que o peso da mochila era aparente. Cheguei ao acampamento muito cansado e fui direto dormir.

Ao todo, neste dia, foram mais de 12 horas de caminhada, num total de aproximadamente 16km.

Terceiro dia – Travessia e Pico do Cristal

Acordei cedo, com meus músculos conversando comigo em código morse (cãibras). Acho que estava começando a ficar esgotado de tanto caminhar. Fiquei enrolando a minha saída sem nenhum motivo aparente e acabei saindo somente as 9:30.

Minha programação do dia era fazer a travessia até o Espirito Santo (12km). Com este objetivo, subi em direção ao Pico da Bandeira e virei a direita na bifurcação que vai ao Pico do Calçado. Cheguei lá com 2h30 de caminhada. Minha mochila pesada retardava o passo.
Desci a parede que dava acesso à descida interminável que interligava a parte mineira à capixaba do parque.

PARNA Caparaó acampamento terreirão

PARNA Caparaó acampamento terreirão

Nesse momento encontrei um grupo de montanhistas (Jonas, Claus e André) e perguntei a eles se sabiam onde começava a trilha para o Pico do Cristal. Me responderam que estavam justamente indo para lá e me juntei ao grupo.  O Jonas era o guia do grupo e com seu GPS nos levou até o cume. A trilha até que era bem demarcada e sinalizada através de totens e desgastes nas pedras. Uma trilha para montanhista de verdade, bastante técnica e difícil. Mas, a cada passo, a paisagem e a montanha em si retribuem em dobro o esforço. Na minha modesta opinião, a montanha mais bonita do PARNA Caparaó.

PARNA Caparaó - Pico do Cristal e o cristal em si

PARNA Caparaó – Pico do Cristal e o cristal em si

PARNA Caparaó - Pico do Cristal

PARNA Caparaó – Pico do Cristal

Retornamos ao começo da trilha onde havíamos deixado as mochilas para aliviar o peso no ataque ao Cristal. O pessoal começou a preparar o almoço deles e eu segui meu rumo. Coloquei meu fardo mochila, nas costas e comecei a descer. A travessia é muito bonita e a paisagem recompensadora. A descida íngreme, com o pôr do sol por trás do Pico do Cristal, iluminava a vegetação produzindo um belíssimo cenário. O Cristal fica o tempo todo “se exibindo” ao longo da trilha, fazendo com que a gente quase se esqueça das dores nos joelhos.
Cheguei ao primeiro acampamento e fui em direção ao segundo, chamado Macieiras. Eram somente 6 km de estrada, pensava que seria fácil mas havia me esquecido que nessa região, até quando se quer descer, o caminho a se seguir é para cima. Várias subidas depois cheguei ao macieiras, completamente exausto.

PARNA Caparaó - Travessia retorno

PARNA Caparaó – Travessia retorno

PARNA Caparaó Pico da Bandeira pelo outro lado

PARNA Caparaó Pico da Bandeira pelo outro lado

Após 3h de caminhada, cansado, arrumei a minha barraca e, quando estava preparando o que deveria ser meu almoço (às 19h), descobri que havia água quente. Não há como descrever a felicidade que fiquei. Eu ria, igual uma criança quando ganha um presente. Nesses momentos penso como devemos valorizar as pequenas coisas, e como precisamos nos atentar aos detalhes, às coisas simples da vida.

No dias seguinte acordei cedo e consegui carona com o mesmo pessoal que tinha feito o Cristal comigo. Me deixaram num trevo onde peguei um ônibus, outro ônibus, mais outro, depois outro e, 28 horas depois, estava em casa, de volta à Curitiba.

About The Author

mm

Mineiro radicado na cidade sorriso que, para quem não conhece, é Curitiba. Com 29 anos de idade, é formado em Engenharia Elétrica pela UFPR. Amante de tudo que envolve a natureza. Seus hobbies são: Paraquedismo, Montanhismo, Corrida, Ciclismo, Escalada (atualmente somente indoor) e principalmente viagens.

Related Posts

One Response

  1. Ana Paula Laport

    Olá. Você saberia me dizer se dá pra fazer Rio-Itatiaia-Caparaó. É que eu queria aproveitar os dois parques, mas não sei se tem passagem de Itatiaia pra Caparaó, nem quanto tempo dura a viagem. =P

    Responder

Leave a Reply

Your email address will not be published.