No dia 31 de março foi realizado o Campeonato Paranaense ‘Insano’ Open V4, no Aeródromo 14 Bis em Warta (Londrina), e o MundoCrux esteve lá para cobrir o evento com exclusividade.

O campeonato teve patrocínio da INSANO Energy Drink, que distribuiu prêmios em dinheiro, no valor de R$ 5.000,00 para as três primeiras equipes vencedoras da etapa, e apoio da empresa Drago Air, de Curitiba, que esteve presente com a sua super máquina, a aeronave Pilatus Porter PC6. Foi um dia inteiro de competição e muita diversão, o clima estava favorável e tudo correu como planejado.

A aeronave Pilatus Porter PC6

As Equipes

Eram composta por 5 paraquedistas, sendo 4 atletas e um câmera.
Categoria minima dos atletas: B (mínimo 50 saltos).

O câmera não participa da formação e a sua filmagem é o único meio de julgamento do tempo para formação.
Os demais integrantes podem utilizar filmadoras, mas suas imagens não serão oficialmente válidas.

O Salto

É realizado a partir de 12.000 pés e no posicionamento da saída nenhuma parte do corpo de qualquer integrante pode ficar para fora da aeronave (no show).

É proibido também qualquer tipo de “grip” no momento da saída da aeronave (no grip).

O Tempo

O cronômetro é ligado a partir do momento que qualquer parte do corpo do primeiro integrante da equipe encontre-se fora da porta do avião. Portanto, o “Ponto de Saída” deve ser feito antes da saída do câmera, e será tomado o tempo até que os quatro atletas estejam formados em uma estrela, que deve ser configurada e voar estável por no mínimo 2 segundos.

As tomadas de tempo são acumuladas a cada salto e é vencedora a equipe que, após o último salto, somar o menor tempo gasto para formar as estrelas. Em caso de empate, a equipe que realizou a estrela no menor tempo em um dos saltos de competição será considerada a vencedora. O tempo máximo a ser considerado é de 35 segundos de trabalho após a saída do primeiro pára-quedista, qualquer tempo acima disto não é considerado.

O Julgamento

A comissão técnica é composta pelos capitães das equipes, cabendo as decisões em votação plenária.

Seis times estavam presentes mas apenas 4 deles pontuaram. A equipe campeã foi regular nos saltos e manteve uma media de 10 segundos em cada um. Todas as equipes completaram as três rodadas previstas para a competição.

 


Resultado

1º Lugar – FLY Curitiba
Claussius Sgarbi, Fabio Pelayo, Laercio Gomes, Ronaldo Tkotz, Bruno Caczan.

2º Lugar – CURITIBA
André Soares, Duda Bibanco, Marcelo Ehlke, Daniel Mathias, Rodrigo Durazzo.

3º Lugar – FÍ DA VÓ
Dener Prado, Fabricio Macoto, Carlos Eduardo, Renato Rodrigues, Bruno Caczan.

Fotos

Fotos: Roniel Fonseca
[email protected]

About The Author

mm

Não se conforma com um dia de apenas 24 horas. Entre faculdade, trabalho e MundoCrux, ainda encontra tempo para remar, correr e pedalar. Já pedalou por 6 países da América do Sul e ainda sonha dar a volta ao mundo de bicicleta.

Related Posts

4 Responses

  1. Andressa Guerra

    A cada post você se supera, nos deixando na ansiedade de saber o que você vai aprontar no próximo. Parabéns por sua seriedade e paixão pelo que faz, com certeza este seu trunfo para um olhar tão real e único.

    Responder

Leave a Reply

Your email address will not be published.