Nascido na Polônia, porém vivendo e trabalhando na Holanda, Kamil Tamiola é um fotógrafo comercial de aventura, especializado em escalada alpina e esportes outdoor. Recentemente chamado de “fotógrafo extremo” pela revista UK Magazine.

Mais do que fotógrafo, Tamiola se diz um contador de histórias. E, por explorar muito bem essa arte do storytelling, seu trabalho tem ganhado notoriedade e destaque em importantes publicações como National Geographic, Le Figaro, Dialy Maily, Le Monde, e The New York Times.

kamil-tamiola-fotografia-alpina-19_mundocrux

É claro que, para fazer esse tipo de registro, não basta ser fotógrafo ou “contador de histórias”. Além de ter que chegar lá em cima, ele também deve compreender o motivo daquilo que fotografa. Kamil Tamiola é um atleta e escalador experiente. Há 16 anos na escalada alpina, ele conta que uma das razões que o motivou a entrar de vez nesse meio foi um pequeno acidente que sofreu quando tentou, pela primeira vez, fazer uma escalada.

“Era uma pedra de arenito de uns 10 metros de altura, mais ou menos. Lembro-me como se fosse ontem que, poucos segundos depois de alcançar o topo, eu caí. Não sofri nenhum ferimento grave, mas este pequeno acidente me motivou a pesquisar maneiras mais seguras de escalar.”

Foi assim que ele conheceu as publicações da Polish Alpine Society e se encantou pelas expedições polonesas ao Himalaia, conta.
Além do currículo artístico, Kamil é PhD em Física Aplicada e trabalha como pesquisador na Universidade de Groningen. Grande parte de seus estudos nessa área contribuem para seu desenvolvimento como fotógrafo.

Conheça um pouco do trabalho desse atleta e renomado fotógrafo de aventura:

Grupo de alpinistas percorre a linha do cume de neve no Maciço Mont Blanc.

Grupo de alpinistas percorre a linha do cume de neve no Maciço Mont Blanc.

Alpinista aquece seu café da manhã antes de se aventurar pela montanha.

Alpinista aquece seu café da manhã antes de se aventurar pela montanha.

kamil-tamiola-fotografia-alpina-13_mundocrux

Lumi Toma, escaladora alpina, sobe a face congelada do Aiguille Verte, na França.

Lumi Toma, escaladora alpina, sobe a face congelada do Aiguille Verte, na França.

kamil-tamiola-fotografia-alpina-23_mundocrux

kamil-tamiola-fotografia-alpina-18_mundocrux

Jeff Mercier, escalador alpino profissional, durante ascensão à Cascata di Lillaz, em Cogne, Itália.

Jeff Mercier, escalador alpino profissional, durante ascensão à Cascata di Lillaz, em Cogne, Itália.

kamil-tamiola-fotografia-alpina-17_mundocrux

“Profundo, azul e frio. A experiência assustadora de escalar dentro de uma caverna de gelo, na face norte de uma montanha, a 3.800 m acima do nível do mar, é muito difícil de descrever em palavras. Especialmente no verão, quando o gelo glacial derrete mudando completamente a cada instante.
É preciso manter o foco, prestar atenção a cada movimento e comprometer-se inteiramente com a escalada. A recompensa?! Uma experiência incrível de subir algo puro e verdadeiramente original.”

Lanternas de alpinistas iluminam o caminho em direção ao topo do Mont Blanc.

Lanternas de alpinistas iluminam o caminho em direção ao topo do Mont Blanc.

kamil-tamiola-fotografia-alpina-11_mundocrux

“O Maciço Mont Blanc, de maneira geral, oferece algumas das mais espetaculares escaladas do mundo. Tecnicamente, são fáceis, mas mentalmente muito exigentes.”

Aiguille du Midi é uma das montanhas mais conhecidas nos Alpes franceses

Aiguille du Midi é uma das montanhas mais conhecidas nos Alpes franceses

Grupo de turistas esquiadores durante a travessia do Glacier Bianche, nos arredores de Chamonix, França.

Grupo de turistas esquiadores durante a travessia do Glacier Bianche, nos arredores de Chamonix.

kamil-tamiola-fotografia-alpina-37_mundocrux

“A escalada alpina requer muita habilidade, aptidão e compromisso. Um erro pode ter consequências fatais.”

Santiago Katz admira o espetacular fim de tarde no maciço Mont Blanc.

Santiago Katz admira o espetacular fim de tarde no maciço Mont Blanc.

Técnica

No vídeo a seguir, Kamil Tamiola conta um pouco sobre os bastidores de seu trabalho em Cogne, Itália, onde fotografou o escalador, instrutor e experiente guia de montanha Jeff Mercier.

Jeff Mercier, escalador alpino profissional, durante ascensão à Cascata di Lillaz, em Cogne, Itália.

Jeff Mercier, escalador alpino profissional, durante ascensão à Cascata di Lillaz, em Cogne, Itália.

Atualmente, Tamiola é patrocinado e apoiado pelas marcas Nikon (considerado um dos embaixadores da marca), Redged, Clik Elite, Camera Land, Elinchrome, Eneloop, iPro Lens, Lowe Alpine, Photofuture, Rotolight e RAB, que fornecem a maior parte dos equipamentos utilizados em seus projetos.
O mais recente deles é o micro-documentário Let There Be Light: An Introduction to Long Exposure Night Photography (uma introdução à fotografia noturna de longa exposição), um projeto autoral cujo objetivo é compartilhar parte de seu conhecimento técnico adquirido ao longo dos anos trabalhando com fotografias noturnas em montanha. As fotos e as ideias compartilhadas nesse vídeo, são resultado de várias experiências baseadas em tentativa/erro ao longo de 14 meses na montanha, segundo ele próprio.
Um material muito bacana para aqueles que se interessam pelo assunto e/ou buscam se especializar no ramo da fotografia outdoor:

Quer saber mais sobre o trabalho de Kamil Tamiola?

Comece explorando seu portfolio online e seu canal no Vimeo.
O Pinterest do fotógrafo, é um verdadeiro “poço de inspirações” para quem curte fotografia outdoor.
Não deixe de conferir!

About The Author

mm

Não se conforma com um dia de apenas 24 horas. Entre faculdade, trabalho e MundoCrux, ainda encontra tempo para remar, correr e pedalar. Já pedalou por 6 países da América do Sul e ainda sonha dar a volta ao mundo de bicicleta.

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.